sábado, 17 de setembro de 2011



POSTO DE SAÚDE É ASSALTADO DE NOVO E CRIMINOSOS DEIXARAM RASTROS DE CRUELDADE


Foto de José Renata, vítima da agressão covarde,cedida para Correio Buritiense.
O Posto de Saúde de Buriti (Centro) foi novamente alvo de criminosos que roubaram equipamentos e agrediram gravemente o segurança José Renato, filho de seu Manezinho, que se encontra em coma, em Teresina (PI), respirando por ajuda de aparelhos, mesmo após intervenções cirúrgicas. O roubo aconteceu durante a madrugada de sexta para sábado e a agressão ao vigilante supõe-se que tenha sido com um pé-de-cabra ou ripa.
A polícia civil investigará o caso e a população exige, chocada, uma resposta rápida para este que já é o segundo roubo ao Posto, mas com o diferencial da brutalidade contra um trabalhador, que no exercício de seu trabalho e, praticamente, sem direitos trabalhistas assegurados, tornou-se vítima da violência que cerca nossa cidade.
Naturalmente, este fato nos remete para o primeiro roubo dos equipamentos de ultrassonografia e Raios X, de um analisador hematológico SDH-20 ( estimado em R$ 38.000,00), analisador bioquímico Bioplus-2000 ( cerca de R$ 7.000,00) e de um microscópio, além de várias sondas, ocorrido ano passado e que até hoje está imerso em dúvidas, suspeitas, silêncio por parte das autoridades e nenhuma conclusão do inquérito foi apresentado para população, que merece explicações tendo em vista que é o dinheiro público que está sendo surrupiado ao roubarem equipamentos de alto valor.
O custo total dos dois roubos, está estimado em cerca de R$ 80.000,00 ( oitenta mil reais).
Alguns questionamentos são necessários se fazer: Teria sido a agressão ao vigilante uma tentativa de queima de arquivo, já que durante o primeiro roubo ele também era o plantonista? Em decorrência da facilidade de acesso ao Posto, teria gente da área da saúde ligada aos roubos? Por que há um silêncio por parte das autoridades responsáveis diretamente pela saúde de Buriti?
Os cidadãos de Buriti exigem respeito com o dinheiro público e faz-se mais que necessárias explicações tanto do prefeito Neném Mourão quanto do secretário de saúde, Edivaldo Pimentel, já que cuidados importantes, como reforço da segurança do Posto, parecem não terem sido tomados mesmo após o primeiro roubo. 


Fonte: Correio Buritiense

Nenhum comentário:

Postar um comentário